Innovation

ExtremoChem develops small organic molecules that are obtained exclusively by chemical synthesis. These new compounds are able to stabilise proteins/enzymes and nucleic acids, either alone or in combination, against temperature stress and aggregation.

ExtremoChem compounds do not covalently bind to or form a fixed layer around the protein, so biodisponibility should not be altered. Besides stabilizing biopharmaceuticals during distribution and storage, our products can be added to the active principle at an earlier stage of their production, thus increasing the isolation yield, which is generally low due to aggregation of often expensive biomolecules and thus dramatically reducing costs.

The ExtremoChem technology is a platform for several applications, all involving protein stabilisation against heat-induced denaturation, aggregation, fibrillation and misfolding phenomena:

  1. To maintain the integrity of vaccines and other biopharmaceuticals during distribution and storage
  2. The addition of our molecules will prevent aggregation during transportation caused by shaking
  3. Our molecules can be used during the production process, where protein aggregation is a commonly observed phenomenon. This applies to the production and downstream process of some industrially and pharmaceutically interesting proteins
  4. Microarrays, imunoassays and biosensors, used in diagnostics and research, are also large and growing markets where protein stabilization is critical to ensuring accuracy and a long shelf life

 

Portugal 2020

Designação do projeto Novos estabilizadores biofármacos
Código do projeto 10785
Objetivo principal Reforçar a pesquisa, o desenvolvimento tecnológico e a inovação
Região de intervenção Lisboa
Entidade beneficiária Extremochem, Lda

 

Data de aprovação 16/05/2016
Data de início 01/01/2016
Data de conclusão 31/12/2017
Custo total elegível 330.946,08€
Apoio financeiro da União Europeia 132.378,43€
Apoio financeiro pública nacional/regional 0€

 

Objetivos Estratégicos:

  1. Introdução no Mercado de um primeiro excipinte baseado em compostos análogos aos encontrados nos organismoshipertermófilos, que possuam levada eficácia na estabilização dos principios ativos, numa gama de temperaturas alargadas de um biofármaco comercializado no Mercado, permitindo, desta forma, eliminar a necessidade de cadeia de frio.
  2. Desenvolver e comercializar compostos que permitirão estabilizar os processos de produção de biofármacos evitando a sua degradação durante as diferentes fases do processo de fabrico.
  3. Geração de receitas através da prestação de serviços e venda de compostos do catálogo.

Objetivos e metas do projeto

  • Comercialização de novas moléculas orgânicas para a indústria farmacêutica, baseado em compostos análogos aos encontrados nos microrganismos hipertermofílicos (vivem a temperaturas acima dos 80 ºC);
  • Obter-se 10 novos compostos orgânicos com diversas alterações estruturais que se espera que melhore as suas propriedades de estabilização proteica.

Os objectivos específicos são:

  • Obtenção de novas moléculas, análogas às encontradas nos microorganismos hipertermófilos, com propriedades estabilizadoras de proteínas melhoradas.
  • Estabilização térmica de uma gama variada de biofarmacêuticos (insulinas, Vacina contra Heptatite B, Vacina contra o vírus do papiloma humano, eritropoeitina, interferões, anticorpos monoclonais a diferentes temperaturas fora do intervalo usado para conservar estes medicamentos.
  • Prevenção de agregação dos mesmos biofarmacêuticos na presença dos novos compostos sintetizados neste projecto.

Atividades:

As actividades de I&D desenvolvidas no projecto foram:
1) Coordenação e Gestão do Projecto
2) Estado Arte e Vigilância Tecnológica
3) Síntese Química de Novos Compostos
4) Testes de Estabilização de Biofarmacêuticos
5) Promoção e Divulgação de Resultados

 

Resultados alcançados durante o Projecto

Relativamente ao projeto de I&D em curso, o sumário das atividades e dos resultados alcançados são os seguintes:
• Aumento da escala de produção face à anteriormente atingida, e sua validação;
• Desenvolvimento de um método de quantificação dos compostos finais;
• Desenvolvimento e implementação de métodos para testar os biofármacos sob diferentes tipos de stress (temperatura, agitação e congelação);
• Testes de estabilização de vários biofármacos em condições de stress;
• Identificação de compostos que estabilizam biofármacos contra desnaturação e agregação e sem interferir com a sua atividade;
• Dois artigo científicos publicados em revistas internacionais;
• Submissão de uma nova patente;
• Participação em 3 Feiras Internacionais.

Todos os objectivos foram atingidos e o projecto encontra-se finalizado.